Entrar

SWAT Paulista em treinamento

Grupo de elite da Polícia Civil paulista atua em casos de alto risco, envolvendo reféns, explosivos e autoridades internacionais

"Na hora você não pode errar. Só tem uma chance. Por isso treinamos muito".

A frase do delegado Artur José Dian resume a rotina dos policiais de uma das unidades mais importantes da Polícia Civil do Estado de São Paulo, o Grupo Especial de Reação (GER). Os agentes são altamente treinados e especializados, preparados para atuar em negociação de reféns e proteção a autoridades internacionais e até em missões de contraterrorismo.

Criado em 1989, o GER é subordinado ao Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) desde 2015. "Fazemos parte da Divisão de Operações Especiais do departamento, onde estamos sempre de prontidão para agir em apoio a ações operacionais e de inteligência em conjunto com outras delegacias. Também lidamos com ações momentâneas, como confrontos com quadrilhas de alto risco", explicou Dian, coordenador da unidade.

Desde 2015 a unidade é ligada ao Departamento Estadual de Investigações Criminais

Junto com o Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra) e o Grupo de Operações Especiais (GOE), o GER é capacitado para atuar em diversos tipos de situação em todo Estado de São Paulo e até fora dele.

Escolta de personalidades é uma dessas atribuições. Em conjunto com PMs do 2º Batalhão de Policiamento de Choque (BPChq) e policiais federais, membros do GER fizeram a segurança do ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, em visita ao Brasil. Obama veio ao país para uma palestra em outubro do ano passado e tirou fotos com os agentes.

Ações antiterrorismo, especialmente em grandes eventos, são outras missões da unidade. O GER foi um dos responsáveis pela segurança em competições como a Copa do Mundo (em 2014) e as Olimpíadas (em 2016). Operações como as incursões na região da Nova Luz também contaram com apoio do seleto grupo.

Atualmente, o GER conta com cerca de 30 agentes e investigadores, coordenados por Artur Dian. Para ingressar na elite, é preciso ser policial civil há pelos menos cinco anos, ter alguma qualificação tática e, acima de tudo, ter disposição. "É preciso ser voluntário, pois não é um trabalho fácil. Estamos constantemente estudando e treinando. É preciso estar preparado para tudo", contou o delegado.

Delegado Artur Dian: coordenador do GER com larga experiência em ações táticas

O candidato ao GER passa por alguns testes físicos e de tiro. Se aprovado, o policial recebe um novo treinamento, com foco em ações táticas, manipulação de explosivos, defesa pessoal, técnicas de tiro com armamento pesado e tiro de precisão, o famoso sniper - inclusive embarcado em aeronaves . Cada policial se especializa em alguma dessas áreas, porém todos sabem agir em qualquer situação.

"Devido ao peso dos equipamentos, os policiais precisam ter condicionamento adequado. Todos possuem aptidão física para os desafios mais intensos", afirmou o coordenador. Para estar preparado a todo momento, os integrantes carregam cerca de 20 quilos de equipamentos. O grupo utiliza coletes balísticos, capacetes táticos, pistolas, submetralhadoras e fuzis - estes, especialmente para ações que envolvam uso de atiradores de precisão.

O sniper e investigador Elcio Mello Junior é um dos exemplos citados pelo delegado. Mello coleciona troféus em torneios como o SWAT Round Up e SuperSwatCop, competições americanas que envolvem provas de condicionamento físico, tiro e técnicas policiais. "É um orgulho levar o nome da Polícia Civil de São Paulo para o exterior. Isso é sinal que o treinamento e o trabalho que a gente vem executando são sérios. Tudo isso nos deixa mais seguros para ir para as operações".

Quando não estão em missões ou competições, os policiais estão se preparando. "Treinar sempre para não errar. É a filosofia do GER", finalizou Dian.

  • 0

TV analógica é desligada em Hortolândia

Dentro do processo de avanço da TV Digital nesta quarta-feira (17 de janeiro de 2018), 104 municípios do interior do Estado de São Paulo desligarão o sinal analógico de TV.

Segundo o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, o desligamento ocorrerá em Campinas e mais 84 municípios próximos, além de 19 cidades do Vale do Paraíba. Estas duas regiões somam uma população de mais de 10 milhões de habitantes.

O MCTIC reitera que foram distribuídos mais de 6,7 milhões de kits com conversor e antena para recepção do sinal digital, que são destinados às famílias de baixa renda cadastradas em programas sociais do governo federal. Os equipamentos podem ser solicitados pelo telefone 147 ou pelo site www.sejadigital.com.br.

Veja a relação de cidades que fazem parte dos agrupamentos na Região de Campinas:

Agrupamento de Campinas

Aguaí, Águas da Prata, Águas de São Pedro, Alumínio, Americana, Amparo, Araçariguama, Araçoiaba da Serra, Araras, Artur Nogueira, Boituva, Cabreúva, Campinas, Campo Limpo Paulista, Capela do Alto, Capivari, Cerquilho, Charqueada, Conchal, Cordeirópolis, Cosmópolis, Elias Fausto, Engenheiro Coelho, Espírito Santo do Pinhal, Estiva Gerbi, Holambra, Hortolândia, Indaiatuba, Iperó, Ipeúna, Iracemápolis, Itapira, Itatiba, Itobi, Itu, Itupeva, Jaguariúna, Jarinu, Jumirim, Jundiaí, Leme, Limeira, Louveira, Mairinque, Mogi Guaçu, Mogi Mirim, Mombuca, Monte Mor, Nova Odessa, Paulínia, Pedreira, Piedade, Piracicaba, Pirassununga, Porto Feliz, Porto Ferreira, Rafard, Rio Claro, Rio das Pedras, Saltinho, Salto, Salto de Pirapora, Santa Bárbara D'Oeste, Santa Cruz da Conceição, Santa Gertrudes, Santa Maria da Serra, Santa Rita do Passa Quatro, Santo Antônio de Posse, São João da Boa Vista, São Pedro, São Roque, Serra Negra, Socorro, Sorocaba, Sumaré, Tambaú, Tapiraí, Tatuí, Tietê, Torrinha, Valinhos, Vargem Grande do Sul, Várzea Paulista, Vinhedo e Votorantim.

  • 0

Dia 10 terá operação de 24 horas nas estradas - Polícia Rodoviária comemora 70 anos

Durante as 24 horas desta quarta-feira (10), a Polícia Militar Rodoviária realizará uma operação especial em comemoração aos 70 anos desse tipo de patrulhamento no Estado de São Paulo. A ação contará com cerca de 1,2 mil policiais nas estradas da Capital, da Grande SP e do interior ( inclui Anhanguera, SP 101 e Bandeirantes que passam em Hortolândia).

A ação integrada, que contará com o apoio de outros órgãos de fiscalização, faz parte das iniciativas do Siga Seguro – programa do Governo do Estado que visa reduzir pela metade as mortes no transito até 2020.

O objetivo da operação será inibir comportamentos inadequados e manobras que coloquem em risco a segurança do trânsito e intensificar a fiscalização de velocidade, embriaguez, ultrapassagens e uso de cinto e assentos infantis, além de prevenir crimes contra o patrimônio e o tráfico de drogas.

  • 0

SSP oferece até R$ 50 mil para denúncia que ajude a identificar suspeito pela morte de criança

Valor é o máximo permitido pelo programa de recompensas; menino morreu após ser atingido por bala perdida

O secretário da Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, determinou o pagamento de até R$ 50 mil para quem fornecer informações que levem à identificação do autor, responsável pela morte do menino Arthur Aparecido Bencid Silva.

O fato ocorreu na madrugada do dia 1º de janeiro, na Vila Sônia, zona sul de São Paulo, e está sendo investigado pelo 89º DP, que tenta identificar o autor dos disparos.

O programa de recompensas paulista foi criado em 2014. A resolução determinando o pagamento da recompensa nesse caso será publicada no Diário Oficial.

Como denunciar

A resolução SSP 28, de 03 de fevereiro de 2017, que dispõe sobre o Programa Estadual de Recompensa, retificada em 02 de março de 2017, prevê que as denúncias poderão ser feitas de três formas distintas, a saber:

  1. diretamente à autoridade policial competente por qualquer meio idôneo, como e-mail, carta, telefone e/ou pessoalmente, observado o dever de sigilo em relação aos dados do denunciante;
  2. via Disque Denúncia, pelo telefone 181, serviço instituído em 2000 e que possui equipe treinada com um rigoroso padrão de atendimento que tem a segurança e o sigilo como binômio fundamental para a confiança da população desde o início;
  3. por meio do acesso ao Web Denúncia, que conta com dupla criptografia de dados, para proteger o anonimato do denunciante, que ao final do processo recebe um número de protocolo e uma senha para acompanhar anonimamente o andamento da denúncia, por meio de um número de cartão bancário virtual possibilita ao denunciante fazer o resgate total ou parcial da recompensa em qualquer caixa do Banco do Brasil.

Os recursos para o Programa de Recompensa são do Fundo de Incentivo à Segurança Pública (Fisp), que é administrado pela Secretaria da Segurança. 

Em qualquer das modalidades acima, a prova de uma denúncia eficaz será feita por meio de relatório, apreciado pelo secretário, que analisará o grau de eficiência e fixará o valor a ser pago. Esse valor poderá contemplar mais de uma denúncia. O valor máximo pago pelo programa é de R$ 50 mil.

  • 0

AGU divulga cartilha sobre conduta de agentes públicos nas eleições 2018

Link para baixar a Cartilha: Cartilha

A Advocacia-Geral da União (AGU) divulgou cartilha com informações sobre os direitos e as normas que devem orientar a atuação dos agentes públicos nas eleições deste ano. O objetivo é evitar a prática de atos ilícitos por agentes públicos, candidatos ou não, e impedir o uso da máquina pública em favor de alguma candidatura.

A cartilha traz orientações específicas sobre condutas vedadas pela legislação eleitoral, além de definir a melhor conduta ética a ser adotada durante o período eleitoral. O guia tem 60 páginas e é dividido por temas, como a definição de agente público para fins de aplicação da legislação eleitoral, as condições de elegibilidade e inelegibilidade, os prazos de desincompatibilização e a suspensão ou perda de direitos políticos.

Segundo a Lei 9.504/97, que estabelece normas para as eleições, já está proibida a distribuição gratuita de bens, valores ou benefícios pela Administração Pública, exceto nos casos de calamidade pública, de estado de emergência ou de programas sociais autorizados em lei e já em execução orçamentária no exercício anterior.

A lei também estabelece que programas sociais não poderão ser executados por entidade nominalmente vinculada ou mantida por candidatos.

De acordo com as orientações, a participação em campanhas eleitorais é direito de todos, não sendo vedada a atuação de agentes públicos, fora do horário de trabalho, em eventos de campanha, “devendo observar, no entanto, os limites impostos pela legislação, bem como os princípios éticos que regem a Administração Pública”.

  • 0

Câmara Federal pressiona para trem Intercidades

A Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados aprovou a convocação do diretor-geral da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), Jorge Luiz Bastos, para esclarecer o atraso no processo de implantação do Trem Intercidades, projeto para interligar Campinas/Hortolândia a São Paulo e  às principais regiões metropolitanas de São Paulo.

A audiência pública ainda terá o presidente da MRS Logística S.A., Guilherme Mello, e o presidente da Rumo Logística, Rubens Ometto Silveira. A liberação da malha ferroviária, de domínio da União, está emperrada em Brasília desde junho.

A cessão de linhas férreas, prometida pelo presidente Michel Temer (PMDB) em meio à crise política a partir da revelação da delação da JBS, está cinco meses atrasada. O peemedebista assinaria o acordo em julho.


PROJETO TREM INTERCIDADES

O projeto ferroviário vai interligar as regiões metropolitanas de Campinas, São Paulo, Vale do Paraíba, Sorocaba e Baixada Santista. O primeiro trecho, entre a capital e a região de Campinas, foi escolhido para iniciar as obras por ter maior demanda: 68.384 passageiros ao dia.

O trem será viabilizado por meio de uma PPP (Parceria Público-Privada). O primeiro trecho custará R$ 5 bilhões.

A Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados, responsável pela audiência pública em Brasília, ainda vai definir uma data para o encontro.

A implantação do trem foi anunciada pelo Estado em novembro de 2012. Cinco anos depois, o projeto ainda está emperrado. A entrega deveria ocorrer em 2016.

Depois de Campinas, a RMVale tem a segunda maior demanda de passageiros: 48.392 usuários ao dia. Baixada Santista (32.564) e Sorocaba (20.440) aparecem na sequência.

  • 0

Pai constrói casa de brinquedo para filho e recebe aumento no IPTU

Um morador do município de Sobradinho, na região administrativa do Distrito Federal, foi surpreendido com uma notificação em que constava um aumento de R$ 340,00 na conta do IPTU. O motivo teria sido a construção de uma casa de papelão para o seu filho de cinco anos brincar nos fundos de sua casa. Para construção do "imóvel", a família havia juntado caixinhas de leite durante seis meses.

"Foi uma ideia que nós tivemos e que o João ajudou a construir", disse o pai, Antônio Conceição Marques, à TV Globo. O projeto foi apresentado durante uma feira de ciências do filho e acabou ganhando espaço no quintal.

O aumento do imposto causou espanto na família, segundo a mãe do garoto, Wanda Marques. Como ela e o marido moram no local desde 2008 e, desde então, nunca haviam feito uma reforma significativa no terreno, Wanda foi até a Secretaria da Fazenda para entender a mudança.

Ainda de acordo com Wanda, ao chegar na sede da secretaria para questionar o aumento, o servidor responsável teria dito que, para recalcular o imposto, "teria que tirar a casinha, a lona" e somente no ano que vem solicitar a revisão.

No entanto, após a divulgação do caso nas redes sociais, a história ganhou repercussão e um auditor da Fazenda foi até a casa da família para fazer uma nova medição da área efetivamente construída.

Após o reconhecimento da cobrança indevida, a Secretaria da Fazenda do município afirmou que tratava-se de um erro, pois a medição, que é feita por satélite, não identificou que era uma casa de brinquedo. O órgão afirmou que o imposto já foi recalculado e que o valor vai cair R$ 190.

Fonte: Diário de Pernambuco (http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/brasil/2017/12/19/interna_brasil,735202/pai-controi-casa-de-brinquedo-para-filho-e-recebe-aumento-no-iptu.shtml)

  • 0

Terminal de Campinas passa a concentrar Linhas Metropolitanas

No dia 30 de dezembro acontece a terceira e última fase da transferência do ponto de embarque e desembarque de 24 linhas intermunicipais para o Terminal Metropolitano Prefeito Magalhães Teixeira. A alteração agora inclui oito linhas com origem nos municípios de Artur Nogueira, Jaguariúna, Pedreira e Santo Antonio de Posse.
 
Desde 16/12, o terminal já abriga as linhas de Indaiatuba, Paulínia, Cosmópolis e Artur Nogueira que paravam na rua Doutor Ricardo. Em 23/12, foram integradas ao terminal linhas originárias dos municípios de Vinhedo e Valinhos. O processo total de transferência tem como intuito oferecer mais conforto e segurança aos passageiros.
 
Cerca de 75 mil usuários circulam diariamente pelo Terminal utilizando 36 linhas intermunicipais e 16 municipais. Com esta mudança, a previsão é que mais de 100 mil passageiros utilizem o local, que passará a abrigar o total de 60 linhas metropolitanas.
 
Cronograma e relação de serviços:
 
Linhas que terão ponto de parada no Terminal Magalhães Teixeira a partir de 30/12:
 
693: Artur Nogueira (CDHU) - Campinas (Botafogo) via Jaguariúna (Trevo) e Holambra (Centro)
 
612: Jaguariúna (João Nassif) - Campinas (Botafogo)
 
612EX1: Jaguariúna (João Nassif) - Campinas (Botafogo) via Fac. Jaguariúna
 
616: Pedreira (Jd. Andrade) - Campinas (Botafogo) via Jaguariúna
 
618: Santo Antonio de Posse (Jd. São Judas) - Campinas (Botafogo) via Jaguariúna
 
714: Jaguariúna (Distrito Industrial) - Campinas (Botafogo) via Jd. São José
 
715: Jaguariúna (João Nassif) - Campinas (Botafogo) via PUCC I e UNICAMP
 
734: Santo Antonio de Posse (Centro) - Campinas (T. Rod.) via Guedes e Term. R. Jaguariúna
 
Linhas que têm ponto de parada no Terminal Magalhães Teixeira desde 23/12:
 
674: Vinhedo (Capela) - Campinas (Estação de Transferência Expedicionários)
 
674VP2: Vinhedo (Terminal Rodoviário) - Campinas (Estação de Transferência Expedicionários) 
 
677: Valinhos (Parque das Colinas) - Campinas (Estação de Transferência Expedicionários) via Jardim São Pedro
 
677DV1: Valinhos (Parque das Colinas) - Campinas (Estação de Transferência Expedicionários) via Rodoviária de Valinhos
 
683: Valinhos (Jardim São Marcos) - Campinas (Estação de Transferência Expedicionários) via São Pedro
 
688: Vinhedo (Terminal Rodoviário) - Campinas (Estação de Transferência Expedicionários) via Rodovia Anhanguera SP-330
 
688BI1: Vinhedo (Capela) - Campinas (Estação de Transferência Expedicionários)
 
Linhas que têm ponto de parada no Terminal Magalhães Teixeira desde 16/12:
 
600: Indaiatuba (Terminal Rodoviário) - Campinas (Centro) 
 
601: Indaiatuba (Terminal Rodoviário) - Campinas (Centro) via Aeroporto Viracopos
 
604: Paulínia (Rodoviária Shopping) - Campinas (Botafogo)
 
604DV1: Paulínia (Rodoviária Shopping) - Campinas (Botafogo) via Barão Geraldo
 
605: Paulínia (Terminal Rodoviário) - Campinas (Botafogo) via Paulínia (Estrada da Rhodia)
 
606: Cosmópolis (Terminal Rodoviário) - Campinas (Botafogo) 
 
606DV1: Cosmópolis (Terminal Rodoviário) - Campinas (Botafogo) via Barão Geraldo
 
606EX1: Artur Nogueira (Coração Criança)  - Campinas (Botafogo) via Cosmópolis
 
744: Cosmópolis (Terminal Rodoviário) - Campinas (Botafogo) via Paulínia (Estrada da Rhodia)
  • 0

Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 2,5 milhões neste sábado

O concurso 1.993 da Mega-Sena sorteará prêmio neste sábado (2) estimado em R$ 2,5 milhões. 

A aposta mínima na Mega-Sena custa R$ 3,50 e pode ser feita até as 19h (horário de Brasília), do dia do concurso, nas mais de 13 mil casas lotéricas do país.

Saiba como é calculado o prêmio

O valor arrecadado com o concurso da Mega-Sena não é totalmente revertido em prêmio para o ganhador. Parte do montante é repassada ao governo federal para investimentos nas áreas de saúde, educação, segurança, cultura e esporte.

Além disso, há despesas de custeio do concurso, Imposto de Renda e outros, que fazem com que o prêmio bruto corresponda a 46% da arrecadação.

Dessa porcentagem, 35% são distribuídos entre os acertadores dos 6 números sorteados (sena); 19% entre os acertadores de 5 números (quina); 19% entre os acertadores de 4 números (quadra); 22% ficam acumulados e distribuídos aos acertadores dos 6 números nos concursos de final 0 ou 5; 5% ficam acumulado para a primeira faixa - sena - do último concurso do ano de final 0 ou 5.

Não havendo acertador em qualquer faixa, o valor acumula para o concurso seguinte, na respectiva faixa de premiação.

Os prêmios prescrevem 90 dias após a data do sorteio. Depois desse prazo, os valores são repassados ao Tesouro Nacional para aplicação no Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies).

  • 0

TSE encontra três falhas no sistema da urna eletrônica em teste de segurança

Um teste público de segurança (TPS) realizado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na urna eletrônica identificou três "falhas relevantes” no software do aparelho, informou hoje (1º) o ministro Gilmar Mendes, presidente da Corte Eleitoral.

Tais falhas, no entanto, não estavam presentes em eleições anteriores. São oriundas das atualizações na urna eletrônica realizadas este ano, para uso nas eleições de 2018, em que se votará para presidente, governador, senadores, deputado federal e estadual.

Perguntado se as falhas encontradas poderiam ser uma fonte de preocupação do eleitor em relação à segurança da urna eletrônica, Gilmar Mendes afirmou que “não há motivo para isso”.

Ao explicar mais detalhadamente a jornalistas a natureza das falhas encontradas, o coordenador de Sistemas Eleitorais do TSE, José de Melo Cruz, disse que “não é nada que venha de outra eleição e que não seja resolvido em uma semana”.

Participaram do teste de segurança 16 especialistas em tecnologia da informação previamente inscritos, que passaram por um processo de seleção de planos de ataques hackers contra a urna eletrônica, organizado pelo TSE. Um dia antes dos testes, realizados na sede do tribunal em Brasília, eles tiveram acesso ao código-fonte do software da urna eletrônica.

Foram executados 12 planos de testes na urna, segundo o TSE. Os ataques começaram na última terça-feira (28) e seguem até o final desta sexta-feira (1º). A pedido de uma das equipes que participam do TPS, foi acrescentado um dia aos trabalhos.

Falhas

A principal falha encontrada foi na chave eletrônica que dá acesso à urna, no momento de transferência das informações sobre os votos.

De acordo com o coordenador José de Melo Cruz, uma das equipes conseguiu acoplar um teclado e transferir comandos ao aparelho, tendo acesso ao arquivo de log, que registra todas as atividades realizadas na urna durante a votação, e a uma planilha interna com o RDV (Registro Digital do Voto) dos eleitores.

Ele assegurou, no entanto, que, mesmo com o acesso, foi impossível para os hackers “alterar ou identificar o voto”. Tal acesso também só seria possível se um especialista conseguisse acesso físico a algum aparelho, uma vez que as urnas não possuem nenhum tipo de conectividade de rede. Como há vigilância constante durante a votação, “isso seria pouco plausível”, disse Melo Cruz.

Questionado sobre as teorias que surgem a cada eleição, sobretudo em redes sociais, a respeito da falta de segurança no sistema da urna eletrônica, Melo ironizou e afirmou que “são tão verdadeiras quanto a teoria de que a Terra é plana”.

O TPS 2017 continua em andamento e o TSE informou que deve divulgar um relatório técnico sobre as falhas encontradas no sistema da urna eletrônica pouco depois da conclusão dos trabalhos.

  • 0
Assinar este feed RSS

27°C

Hortolândia

Tempestades

Umidade: 70%

Vento: 16.09 km/h

  • 03 Jan 2019 34°C 22°C
  • 04 Jan 2019 26°C 22°C